Lusíadas Saúde inaugura Centro Multidisciplinar de Tratamento da Obesidade

01/07/22
Lusíadas Saúde inaugura Centro Multidisciplinar de Tratamento da Obesidade

O novo Centro Multidisciplinar de Tratamento da Obesidade de Lisboa do grupo Lusíadas Saúde já está em funcionamento. Localizado no Hospital Lusíadas Amadora, o mais recente espaço, com infraestruturas renovadas e ampliadas, conta com equipamentos de última geração e uma vasta equipa de profissionais de saúde, preparados para uma abordagem multidisciplinar e individualizada.

O reforço do investimento no Centro Multidisciplinar de Tratamento da Obesidade (CMTO) permite à Lusíadas Saúde aumentar e melhorar, na área metropolitana de Lisboa, a sua capacidade de resposta na prevenção, diagnóstico e tratamento de uma das patologias de grande incidência na população nacional.

Em maio, no European Regional Obesity Report 2022, a Organização Mundial de Saúde partilhou que cerca de uma em cada três crianças portuguesas e 57,5 % dos adultos vivem com excesso de peso ou obesidade em Portugal (63,1 % dos homens e 52 % das mulheres). Na Europa, a obesidade e o excesso de peso têm uma dimensão de epidemia, agravada pela pandemia da COVID-19.

O CMTO está preparado para disponibilizar os planos terapêuticos mais indicados às necessidades e interesses de cada cliente, entre os quais se destacam, por exemplo: terapêutica comportamental conservadora; terapêutica farmacológica com intervenção comportamental; terapêuticas endoscópicas; terapêutica cirúrgica com intervenção da equipa multidisciplinar completa; e Cirurgia Revisional.

Todos os procedimentos são realizados com recurso a cirurgia minimamente invasiva, através de abordagem laparoscópica, com redução da dor e dos cuidados pós-cirúrgicos, além do benefício estético.

“O Centro Multidisciplinar de Tratamento da Obesidade iniciou a sua atividade há mais de 13 anos. O nosso trabalho tem sido pautado pela obtenção de resultados totalmente alinhados com os maiores centros de referência mundiais. Segundo a OMS, Portugal não está na lista dos países europeus com os indicadores de excesso de peso ou obesidade mais elevados, mas ainda assim continua a ter valores muito preocupantes. Este retrato, a par com a procura que registamos no Hospital Lusíadas Amadora, mais do que justificam o reforço do nosso investimento nesta especialidade.”, explica o Dr. André Pinto, CEO do Hospital Lusíadas Amadora.

Partilhar

Publicações